Caso Gabriel: perícia aponta que sangue encontrado em viaturas não era de jovem morto no RS

  • 23/09/2022
(Foto: Reprodução)
Corpo de Gabriel Marques Cavalheiro foi encontrado no dia 19 de agosto, uma semana após desaparecer durante uma abordagem da Brigada Militar, em São Gabriel. Imagem mostra abordagem da Brigada Militar (BM) a Gabriel Marques Cavalheiro, de 18 anos, em São Gabriel Arquivo pessoal Uma análise realizada pelo Instituto-Geral de Perícias do estado (IGP-RS) apontou que o sangue encontrado em duas viaturas da Brigada Militar (BM) que estavam em uso na noite do desaparecimento de Gabriel Marques Cavalheiro não é do jovem. Ele desapareceu em 12 de agosto e teve o corpo encontrado em um açude, no interior de São Gabriel, na Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul, somente uma semana depois. Uma moradora chamou a polícia quando ele tentava forçar o portão de sua casa. Segundo testemunhas, Gabriel foi algemado e agredido com golpes de cassetete na região do pescoço por um policial. As três viaturas da BM que foram usadas pelos policiais na noite do desaparecimento passaram por perícia. Em duas delas, foi encontrado sangue humano. Porém, na averiguação feita pelo IGP, ficou constatado que ele não pertencia a Gabriel. Leia mais: Polícia Civil indicia três PMs por homicídio qualificado 'Todos eles já sabiam o que tinha acontecido', diz mãe Jovem morreu após 'hemorragia interna', aponta laudo Homem preso no sábado nega participação em morte Ainda é aguardada uma perícia nos celulares de outros oito policiais de São Gabriel que estavam trabalhando na noite do crime. Os investigadores querem saber se eles participaram da ocultação do corpo. Outra dúvida consta no inquérito policial militar. O GPS da viatura usada na abordagem mostra que o veículo ficou para próximo ao açude onde o corpo foi encontrado por cerca de 1min40. Este tempo, contudo, é considerado insuficiente para o transporte do corpo até o local. Três policiais foram indiciados tanto na esfera militar como pela Polícia Civil. Leia ainda: Entenda a cronologia do caso Denúncias de violência policial em 2022 superam números de todo ano passado no RS Andamento dos processos Caso Gabriel: morte de jovem após abordagem policial completa um mês no RS Na Justiça comum, os três policiais presos pelo caso são réus pro homicídio triplamente qualificado por motivo fútil, emprego de meio cruel e uso de recurso que impossibilitou a defesa da vítima. Já na Justiça Militar, eles são réus por ocultação de cadáver e falsidade ideológica. A defesa de um dos PMs diz que ele é inocente, enquanto os advogados dos outros dois fala em fatalidade e não comenta o caso para não prejudicar as teses defensivas. A família do jovem lançou uma campanha de arrecadação de recursos para pagar despesas. A vaquinha, aberta em um site nesta segunda-feira (12), visa juntar R$ 35 mil. Segundo a advogada Rejane Lopes, o dinheiro será destinado aos custos de tratamento de saúde de parentes, do funeral do rapaz e das viagens entre Guaíba, cidade da Região Metropolitana de Porto Alegre onde a família vive, e São Gabriel, distantes 319 km entre si. Relembre Imagem de Gabriel Marques Cavalheiro Arquivo pessoal Gabriel desapareceu no dia 12 de agosto, em São Gabriel, após ser abordado por três PMs na Avenida 7 de Setembro. Uma vizinha da casa em que ele estava hospedado, que pertence a um tio, chamou a polícia porque, segundo ela, o jovem estaria forçando o portão que dá para o pátio em frente ao imóvel. O corpo de Gabriel foi localizado no dia 19 de agosto, uma semana depois do desaparecimento. Ele estava submerso em um açude na localidade. Os policiais envolvidos foram presos no mesmo dia. VÍDEOS: Tudo sobre o RS

FONTE: https://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/noticia/2022/09/23/caso-gabriel-pericia-aponta-que-sangue-encontrado-em-viaturas-nao-era-de-jovem-morto-no-rs.ghtml


#Compartilhe

Aplicativos


Locutor no Ar

Peça Sua Música

Top 5

top1
1. Cinco e Meia da Manhã

André Teixeira

top2
2. Depois da Lida

Cesar Oliveira e Rogério Melo

top3
3. Recuerdos da 28

Joca Martins

top4
4. Pelos Luzeiros

Giovani e Laureci

top5
5. Batendo Água

Luiz Marenco

Anunciantes